julho 2008

O Começo do Não

O Não começou em março de 1975, quando eu tinha recém entrado na Faculdade de Engenharia Química (que eu nunca terminei), e ainda estava cursando as cadeiras do "curso Básico". Leia mais

A Volta dos aloprados

O delegado da polícia federal Victor Hugo Rodrigues Alves Ferreira, que avisou seus superiores da tentativa de suborno feita por Hugo Chicaroni e Humberto Braz (diretor corporativo da Brasil Telecom na época de Dantas), recebeu parte do dinheiro e gravou tudo. Recebido o dinheiro, estava configurada a corrupção ativa, o crime de suborno. Leia mais

O Meio do Não

A partir do número 12, O EX-CALADO deixou de ser semanal e passou a ter novos colaboradores a cada edição: Cláudio Heinz e Neca Heinz (irmãos do Heron), Alvaro Magalhães, Hélio Pinheiro, Abdias Mello e Paulo Mello, Teo Meditsch, Zé Luis Lima, etc, quase todos ex-colegas ou contemporâneos do Colégio de Aplicação.< Leia mais

Seria, foi e teria sido.

Quase todas as centenas de manchetes, leads, legendas, colunas e notícias sobre os aloprados petistas Gedimar Passos e Valdebran Padilha se referiam ao dinheiro que eles levaram para passear num hotel paulista - e por isso foram presos por um policial federal, parece que deambulação monetária é crime no código penal de Letônia - como "o dinhe Leia mais

Os Recomeços do Não

No final de 1997, quando a Casa de Cinema de Porto Alegre ia fazer 10 anos e todo mundo estava colocando alguma coisa na internet, a gente decidiu que a Casa deveria ter um sítio, mesmo sem entender muito bem o que isso significava. Pois foi aí que o Jorge teve uma idéia mais divertida: por que não colocar o Não na internet? Leia mais

A Segunda Missa

Quando o quadro de Victor Meirelles "A Primeira Missa no Brasil" veio para Porto Alegre eu imaginei que o assunto da cópia seria comentado nas muitas reportagens que se fariam, mas me enganei, acho que ninguém falou disso. Leia mais

Spoilers

Segundo o Dicionário Michaelis, "spoil" pode ser substantivo, significando espólio, presa de guerra, pilhagem, saque. Como verbo, "spoil" é saquear, pilhar, roubar, mas também estragar, frustrar. "A spoiled child" é uma criança mimada, uma má notícia pode "spoil my appetite". Leia mais