agosto 2009

Soneto freudiano

Novembro de 2005. Eu tinha acabado de ler o magnífico sonetário do Glauco Mattoso, "Panacéia" (que hoje já não teria mais acento). E achei que eu também podia fazer. Um, pelo menos. Viciei: em menos de quatro anos, já fiz mais dois. Glauco já passou de três mil. Será que eu chego lá? Leia mais

Teste: você daria um bom jornalista político?

O fim da obrigatoriedade do diploma universitário para a profissão de jornalista não quer dizer que não haja pessoas mais ou menos qualificadas para o ofício. Para saber se você dá pra coisa, faça o teste, todo baseado em notícias publicadas hoje.

xxxxx Leia mais

Teste para jornalista político, 2

Li o texto, achei besta, parece que eu estou discutindo gramática ou ortografia, não faria isso, não há argumento mais baixo num debate. Leia mais

A vontade que se inclina ante a imagem que ela própria eleva

Meu medo é que a imprensa comece a acreditar no que publica. Quer dizer, que digam que não podem afirmar se a ficha e o grampo são falsos, tudo bem, mas que acreditem, aí já é demais. (E cadê o Picasso do INSS?) Leia mais

Quem mentiu?

Elio Gaspari é um jornalista com apreço pela verdade. Como todo mundo, pode cometer erros e os comete mas, eu suponho, sua intenção é publicar a verdade, ou o que julga ser a verdade. A notícia deve ter como ponto de partida a verdade factual. Dois exemplos de erros factuais cometidos por Elio Gaspari, os dois contra o governo Lula: Leia mais

Barrigas, pró e contra

10 barrigas da mídia contra o Lula: Leia mais

O que o Lula disse e o que disseram que ele disse

No jornal Zero Hora, na coluna de Rosane Oliveira (19/08/09), ilustrada por uma mão com um polegar para baixo em sinal de “negativo”, uma nota sobre entrevista de Lula à Rádio Tupi: Leia mais

Carta às lebres de março

No neo-jornalismo brasileiro - simbolicamente fundado quando a palavra “suposta” ganhou a capa de revistas e jornais - a leitura da notícia desmente a manchete, desmoralizando a um só tempo o repórter, o editor e o leitor, num strike suicida, como um jogador de boliche que atira a bola para cima. Leia mais

Polêmica!

Depois da empolgante questão "Lina Vieira esteve ou não esteve, no final do ano passado, numa reunião onde não se sentiu pressionada a não fazer nada e nada fez?", o debate que agora toma o país (Só se fala noutra coisa!) é: Leia mais